DEFENSIVOS AGRÍCOLAS BASF SA DEFENSIVOS AGRÍCOLAS BASF SA
HERBICIDA

INSTRUÇÃO DE USO
 
Aramo ® 200 é um herbicida sistêmico para as culturas de algodão, feijão e soja.
Após a aplicação sobre a superfície das folhas, o ingrediente ativo é rapidamente absorvido, ocorrendo um processo de translocação, com acúmulo em regiões meristemáticas, onde o produto inibe rapidamente a enzima ACCase, interferindo na formação de malonil-CoA, consequentemente bloqueando a reação inicial da rota metabólica da síntese de lipídios, o que resulta na paralisação do crescimento. O secamento das gramíneas completa-se num período de 1 a 3 semanas.
 
 
COMPOSIÇÃO
(EZ)-(RS)-2-{1-[(2E)-3-chloroallyloxyimino]propil}-3-hydroxy-5-perhydropyran-4-ylcyclohex-2-en-1-one(Tepraloxydim) --------- 200 g/L ou 20% m/v.
(Ingredientes Inertes) --------- 830 g/L ou 83% m/v.
 
 
FORMULAÇÃO
 Concentrado Emulsionável
 

GRUPO QUÍMICO
 Oxima ciclohexanodiona
 

CLASSE TOXICOLÓGICA
I - Extremamente tóxico
 
 
Tabela relação produto - cultura
 
Cultura Nomenclatura binomial Nome Comum Descrição
Feijão Avena sativa Aveia Perfilhamento
(de 1 a 2 perfilhos): 0,5 L/ha.
Feijão Brachiaria plantaginea Capim-papuã
Capim-marmelada
Observações *
Feijão Cenchrus echinatus Timbete
Capim-carrapicho
Observações *
Feijão Eleusine indica Capim pé-de-galinha
Capim-do-pomar
Observações *
Feijão Lolium multiflorum Azevém
Azevém anual
Perfilhamento
(de 1 a 2 perfilhos): 0,5 L/ha.
Feijão Pennisetum americanum Milheto Observações *
Feijão Pennisetum setosum Capim-custódio
Capim-oferecido
Observações *
Feijão Rottboelia exaltata Capim-camalote Observações *
Feijão Sorghum halepense Capim-massambará
Capim-argentino
Em sorgo originário de semente até 15 cm de altura: 0,5 L/ha.
Feijão Digitaria horizontalis
Digitaria sanguinalis
Milhã
Capim-colchão
Observações *
Soja Avena sativa Aveia Perfilhamento
(de 1 a 2 perfilhos): 0,5 L/ha
Soja Brachiaria plantaginea Capim-papuã
Capim-marmelada
Observações *
Soja Cenchrus echinatus Timbete
Capim-carrapicho
Observações *
Soja Eleusine indica Capim pé-de-galinha
Capim-do-pomar
Observações *
Soja Lolium multiflorum Azevém
Azevém anual
Perfilhamento
(de 1 a 2 perfilhos): 0,5 L/ha
Soja Pennisetum americanum Milheto Observações *
Soja Pennisetum setosum Capim-custódio
Capim-oferecido
Observações *
Soja Rottboelia exaltata Capim-camalote Observações *
Soja Sorghum halepense Capim-massambará
Capim argentino
Em sorgo originário de sementes até 15 cm de altura: 0,5 L/ha
Soja Digitaria horizontalis
Digitaria sanguinalis
Milhã
Capim-colchão
Observações *
Algodão Avena sativa Aveia Perfilhamento
(de 1 a 2 perfilhos): 0,5 L/ha
Algodão Brachiaria plantaginea Capim-papuã
Capim-marmelada
Observações *
Algodão Cenchrus echinatus Timbete
Capim-carrapicho
Observações *
Algodão Eleusine indica Capim pé-de-galinha
Capim-do-pomar
Observações *
Algodão Pennisetum americanum Milheto Observações *
Algodão Lolium multiflorum Azevém
Azevém anual
Perfilhamento
(de 1 a 2 perfilhos): 0,5 L/ha
Algodão Pennisetum setosum Capim-custódio
Capim-oferecido
Observações *

* Observações: Plantas daninhas com restrição de uso temporária no Estado do Paraná.
* A aplicação de Aramo ® 200 deve ser feita quando as plantas infestantes atingirem os estágios indicados. Passados esses estágios, a eficiência se reduz ou desaparece. Normalmente uma única aplicação é indicada.
Antes do perfilhamento: 0,375 L/ha
Perfilhamento (de 1 a 4 perfilhos): 0,5 L/ha
 

 
MODO DE APLICAÇÃO

Aramo ® 200 deve ser diluído em água e aplicado por pulverização em pós-emergência, sobre a folhagem das gramíneas infestantes. Efetuar uma boa distribuição do produto.
Pulverizadores, motorizados ou acoplados, de barra, com bicos uniformes de um dos seguintes tipos:

Jato em leque, de modelos como Twinjet, Teejet, XR Teejet, tipos 80.02, 80.03, 110.02, 110.03, APG 110 R (vermelho), APG 110 D (laranja), VisiFlo amarelo, VisiFlo azul - que produzem gotas entre 300 e 400 micra e permitem uma deposição de cerca de 20 gotas/cm2.
Pressão entre 40 e 60 libras/pol2. A altura da barra deve ser tal que permita pequena sobreposição dos jatos dos diversos bicos, no topo das gramíneas a controlar.
Volume de água: 200 litros/ha; quando a folhagem estiver molhada por orvalho, neblina ou chuva, reduzir o volume de água para evitar escorrimento.

Avião agrícola, equipado com barra e bicos de jato cônico, montados na vertical (90o), em duas opções:
36 bicos modelo D12-45
46 bicos modelo D10-45
Altura de vôo: 2,5 a 3,5 metros da barra ao topo das plantas. Largura da faixa variável, entre 12 a 14 metros, devendo ser estabelecida por teste, verificada uma concentração de 30 a 50 gotículas/cm2. Pressão: 30 a 35 libras/pol2. Volume de água: 40 litros/ha.
Cuidados:
Abastecer o avião com a calda por bombeamento, evitando despejar manualmente no tanque.
Não permitir a contaminação da cabine do piloto.
Auxiliares de pista devem usar o equipamento de proteção individual.
Marcadores de faixas (bandeirinhas) devem trabalhar com vestimenta completa de material impermeável, com cobertura da cabeça, proteção de olhos e máscara de respiração.

Adição de Adjuvante:
A adição de adjuvante favorece a distribuição da calda sobre a folhagem, melhorando a penetração, o que resulta no melhor controle das plantas infestantes.

Volume de adjuvante a ser acrescentado na calda de Aramo ® 200:
Em aplicação terrestre: 0,5% do volume de calda (equivalente a 1,0 L/ha em 200 L/ha de calda).
Em aplicação aérea: 0,5% do volume de calda (equivalente a 0,2 L/ha em 40 L/ha de calda).

A adição de sulfato de amônio na concentração de 1 a 2 % do volume da calda tende a minimizar os problemas decorrentes de adversidades ambientais, bem como melhorar o controle das plantas infestantes.
 

 
ÉPOCA DE APLICAÇÃO

Aramo ® 200 é um herbicida de pós-emergência, sistêmico, que controla gramíneas anuais e perenes, com total seletividade e segurança para as culturas indicadas, conforme recomendado Tabela Relação Produto - Cultura.
 

MECANISMO DE AÇÃO

Os mecanismos de absorção, excreção e o metabolismo do Tepraloxydim foram estudados em animais de laboratório, sendo esperado o mesmo comportamento no homem.
Tepraloxydim foi avaliado quanto a sua absorção, distribuição e excreção em ratos Wistar nas doses de 30 ou 300 mg/kg de peso corpóreo.
De maneira geral, após 120 horas mais de 94% da dose administrada já havia sido excretada (principalmente via urina e secundariamente via fezes). Aumentando-se a dose 10 vezes verificou-se que não houve alteração no tempo de eliminação do produto via fezes quando comparado ao tempo de eliminação via urina, indicando que o processo de absorção não havia sido saturado nestas condições.
Com exceção do esqueleto, pele, fígado e partes do trato gastrintestinal, a radiação presente nos tecidos não ultrapassou 0,05% da dose administrada (após 120 horas da administração do produto). Não houve acúmulo de substância nos tecidos e órgãos.
 

INTERVALO DE SEGURANÇA/ CARÊNCIA

Soja: 60 dias.
Feijão: 45 dias.
Algodão: 60 dias.
 

INTERVALO DE REENTRADA NAS ÁREAS TRATADAS

Recomenda-se aguardar a completa secagem do produto sobre as folhas das plantas tratadas ou 24 horas após aplicação; utilizar os Equipamentos de Proteção Individual recomendados pelo Ministério da Saúde.
 

RESTRIÇÃO DE USO

Aramo ® 200 é indicado para uso em culturas em estado normal de sanidade e desenvolvimento. Não apresenta limitações de uso desde que seja usado em plantas infestantes, conforme indicações de uso recomendadas.

Chuvas: Aramo ® 200 é absorvido pelas folhas num período de algumas horas. Chuvas a menos de 1 hora da aplicação podem afetar os resultados, com diminuição das porcentagens de controle.

Umidade do Solo: A aplicação de Aramo ® 200 deverá ser realizada sob boas condições de umidade do solo, e as gramíneas deverão estar em pleno crescimento.
 

 
Precauções para Proteger a Saúde
 

MANEJO DE RESISTÊNCIA

INFORMAÇÕES SOBRE MANEJO DE RESISTÊNCIA DE PLANTAS INFESTANTES:
O uso continuado de herbicidas com o mesmo mecanismo de ação pode contribuir para o aumento de população de plantas infestantes resistentes a esse mecanismo de ação. Como prática de manejo de resistência de plantas infestantes, deverão ser aplicados, alternadamente, herbicidas com diferentes mecanismos de ação.
Os herbicidas deverão estar registrados para a cultura. Não havendo produtos alternativos, recomenda-se a rotação de culturas que possibilite o uso de herbicidas com diferentes mecanismos de ação.
Para maiores esclarecimentos, consulte um engenheiro agrônomo.

INFORMAÇÕES SOBRE O MANEJO INTEGRADO DE PLANTAS INFESTANTES:
A rotação de culturas pode permitir também a rotação nos métodos de controle das plantas infestantes que ocorrem na área. Além do uso de herbicidas, outros métodos são utilizados dentro de um manejo integrado de plantas infestantes, são eles: o controle manual, o controle mecânico através de roçadas ou cultivadores, a rotação de culturas e a dessecação da área antes do plantio, sendo os mais utilizados e eficazes.
 

 
Para solicitar preço de ARAMO
preencha o formulário
  

Nome:

  Email:   Fone:
  Cidade:   Estado:
Mensagem: 

br.viarural.com > agricultura > defensivos agrícolas > Basf >

DEFENSIVOS AGRÍCOLAS BASF SA

AGRICULTURA CONSTRUÇÃO E PECUÁRIA NO BRASIL