APA CARSTE LAGOA SANTA
 Área de Proteção Ambiental Carste Lagoa Santa
 
< Confins  -  Funilândia  -  Lagoa Santa  -  Matozinhos  -  Pedro Leopoldo  -  Vespaziano >
Alameda Dra V E dos Santos 115 - Lundcéia  -  Lagoa Santa
Superfície
38.114 ha.
Bioma
Floresta Estacional e Cerrado.

Unidade de Uso Sustentável.

Esta unidade foi criada para garantir a conservação do conjunto paisagístico e da cultura regional; proteger e preservar as cavernas e demais formações cársticas, sítios arqueo-paleontológicos, a cobertura vegetal e a fauna silvestre, cuja preservação é de fundamental importância para o ecossistema da região.


Gruta da Lapinha

A APA foi criada em atendimento aos anseios de ecologistas, espeleólogos, naturalistas e parte das comunidades inseridas na região, conhecedores dos estudos feitos no passado pelo naturalista Peter W. Lund, em conservar as belezas cênicas da região.

Na região foram descobertos vestígios dos mais antigos brasileiros: "O Homem de Lagoa Santa", e também vários ossos de animais pré-históricos, juntamente com descobertas de inúmeros sítios, cavernas e pinturas rupestres.

O nome "Carste" se deve ao tipo de formação rochosa encontrado na APA e "Lagoa Santa" por estar mais da metade da unidade inserida no município de mesmo nome.


arte rupestre

O acesso é feito através da rodovia MG-424, zona central do estado; ficando a uma distância de 46 Km da capital.
Além das contemplações das belezas cênicas do Carste com suas colinas, sumidouros e paredões, pode-se visitar grutas onde encontram-se pinturas rupestres.
A maioria das grutas são de propriedade de particulares, necessitando autorização prévia para visitação; somente a Gruta da Lapinha é aberta a visitação pública.

br.viarural.com > serviços > áreas de proteção ambiental > minas gerais

AGRICULTURA CONSTRUÇÃO E PECUÁRIA NO BRASIL